Churrasco e Cerveja – A Teoria (parte 2) – Blog do Churrasco

Vamos falar da  parte teórica do estudo de harmonização.

Concluímos que os estilos ideais para fazer combinar churrasco e cerveja são:

 Belgian-Style Dubbel (coloração marrom, médio teor alcoólico e sabor de frutas escuras).

Robust Porter (coloração marrom escura, notas de torrado e tostado e médio teor alcoólico)

American Brown Ale (cor marrom, com notas de caramelo e chocolate).

Essa conclusão está certíssima no campo teórico.

Afinal, carnes escuras tendem a harmonizar com cervejas mais escuras.

No entanto, convenhamos…

Quem em sã consciência imagina um churrascão rolando a tarde inteira, acompanhado de uma cerveja quase preta, com notas de figos, uva passa etc.?

Ou então uma cerveja com gosto de café, ou chocolate?

Vejo apenas três formas de colocar a harmonização acima em prática:

Churrascos em dias frios, churrascos noturnos , ou então se a proposta principal do evento for realmente fazer a melhor harmonização possível.

Agora, se for como estamos acostumados:

Dia ensolarado, na beira da piscina, com alguns amigos que sequer estão habituados a beber cerveja artesanal, então a escolha da cerveja tem que ser outra.

Harmonização é uma forma de arte que leva em consideração técnica,  mas também as experiências e vivências pretéritas daquele que aprecia.

Precisamos levar em consideração as características das cervejas que fomos (mal) acostumados a beber acompanhando churrasco.

Elas são leves, refrescantes e com alta drinkability e isso não pode ser ignorado.

Montamos uma harmonização.

Essa escolha emprega as técnicas de combinação de churrasco e cerveja, mas também considera a realidade.

 

Publicado por

Wellington Moreira

Churrasqueto. Uma das melhores empresas de churrasco a domicílio em São Paulo. Precisa de um orçamento? Entre em meu site : www.churrasqueto.com.br encaminhe um email: rita.rey@churrasqueto.com.br

Deixe uma resposta